“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

28 de set de 2016

SHIMON PERES - Arte Tumular - 1118 - Mount Herzl, Jerusalém, Israel




Entrada do Mount Herzl

ARTE TUMULAR

Será sepultado no Cemitério Mount  Herzl em Jerusalem



PERSONAGEM
Shimon Peres, em hebraico שמעון פרס, (Wiszniew, 2 de agosto de 1923 — Ramat Gan, 28 de setembro de 2016) foi um político israelense, ex-membro do Partido Trabalhista. Recebeu o Nobel da Paz de 1994, junto com Yitzhak Rabin e Yasser Arafat. Foi Presidente de Israel entre 2007 e 2014. Peres foi primeiro-ministro de Israel nos períodos de 1984 a 1986 e de 1995 a 1996, e co-fundador do Partido Trabalhista israelense (1968). Foi eleito em 13 de junho de 2007 para exercer o cargo de presidente de Israel, tomando posse a 15 de julho de 2007.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Peres nasceu Szymon Perski em Wiszniew, então parte da Polónia, localidade hoje denominada Višnieva (em bielorusso Ві́шнева), na província de Minsk. Seus pais eram Yitzhak Perski (1896–1962) e Sara Meltzer (1905–1969).

Sua família mudou-se em 1932 para o Mandato Britânico da Palestina, que desde 1948 constitui o estado de Israel. É parente da atriz norte-americana Lauren Bacall (nascida Betty Joan Perske; 1924-2014).

PRIMEIRO-MINISTRO (1984-1986)
Nas eleições de 1984 não houve vencedor entre os dois maiores partidos israelenses. Através de um acordo entre estes dois partidos, foi criado um Governo Unido, com Peres como primeiro-ministro entre os anos 1984-1986 e como ministro das Relações Exteriores no período de 1986-1988.

Em 1985 Peres e o ministro da Defesa Yitzhak Rabin retiraram as forças israelenses do Líbano, permanecendo exclusivamente no Sul, na fronteira entre o Líbano e Israel.

NOBEL DA PAZ
 Em 1993 Israel ainda participava das Conversações em Madrid que não avançavam e não apresentavam quaisquer resultados.

Yossi Beilin informou a Peres sobre a existência de negociações secretas com a Organização para a Libertação da Palestina (OLP) e este compartilhou a informação com Yitzhak Rabin. Em agosto de 1993 Peres e Mahmoud Zeidan Abbas assinaram o primeiro acordo em Oslo.

Em setembro de 1993 foi assinado na Casa Branca o Acordo de Paz de Oslo.

No ano seguinte, Shimon Peres recebeu o Nobel da Paz, juntamente com Yitzhak Rabin e Yasser Arafat.

Em 1993 Peres publicou seu livro "O Novo Oriente Médio". Neste livro, ele transmite sua visão sobre o futuro do Oriente Médio, no qual interesses nacionais e econômicos seriam os guardiães da Paz nesta zona.

O nome do livro passou a ser uma expressão utilizada, em especial por parte dos direitistas de Israel, como fantasia irreal e contra as idéias contidas neste livro.

PRIMEIRO-MINISTRO (1995-1996)
Em 1995 o primeiro-ministro de Israel, Yitzhak Rabin foi assassinado e Shimon Peres, Ministro dos Negócios Estrangeiros foi nominado a preencher o cargo até meados de 1996, quando perdeu nas eleições a Benjamin Netanyahu.

Em 2005 Peres demitiu-se oficialmente do Partido "Avoda" apoiando e tornando-se membro do Partido Kadima.

PRESIDENTE (2007-2014)
Em 2007 o Kadima anunciou que lançaria Shimon Peres como seu candidato à presidência de Israel.

Em 13 de junho do mesmo ano foi feita a eleição no Knesset. Na primeira votação Peres conseguiu 58 votos, insuficientes para se eleger. Após esta votação, Reuven Rivlin do Likud (37 votos) e Colette Avital do Partido Trabalhista (21 votos) retiraram suas candidaturas. Na segunda votação Shimon conseguiu 86 votos a favor (23 contra e duas abstenções), superando o mínimo exigido de 61 votos.

Shimon assumiu assim aos 84 anos de idade, a Presidência em 15 de junho para um mandato de sete anos.

CARGOS POLÍTICOS
Presidente Primeiro-ministro
Ministro do Exterior
Ministro das Comunicações
Ministro do Interior
Ministro do Desenvolvimento do Negev e da Galileia

VIDA PESSOAL
Em maio de 1945, Shimon casou com Sonya Gelman, que ele conhecera no acampamento para jovens Ben Shemen, onde seu pai serviu como professor de carpintaria. Os dois se casaram após Sonya terminar seu serviço militar no exército britânico durante a Segunda Guerra Mundial. Ao longo dos anos, Sonya optou por ficar longe da mídia e manter a privacidade de sua família, apesar da extensa carreira política de seu marido. Ela faleceu em 20 de janeiro de 2011, aos 88 anos, de insuficiência cardíaca em seu apartamento em Tel Aviv. Shimon Peres e Sonya tiveram três filhos e oito netos.

MORTE
Em 13 de setembro de 2016, Shimon Peres foi hospitalizado em coma induzido, por conta dum derrame cerebral. O estado de saúde dele era até então considerado grave.arte Tumular -  Shimon faleceu em 28 de setembro de 2016, aos 93 anos.

Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

26 de set de 2016

KATHERINA PARR - Arte Tumular - 1117 -St Marys Chapel, Sudeley Castle Winchcombe Tewkesbury Borough Gloucestershire, England




Catarina Parr
1512 – 5 de setembro de 1548
Precedida por
Catarina Howard
Coat of Arms of Catherine Parr.svg
Rainha Consorte da Inglaterra e Irlanda
12 de julho de 1543 – 28 de janeiro de 1547
Sucedida por
Ana da Dinamarca







ARTE TUMULAR
No interior da Capela, em formato retangular ergue-se uma construção ricamente decorada em relevo com brasões monárquicos, construção essa que sustenta uma escultura em mármore branco da rainha deitada com as mãos juntas em prece. Cobrindo túmulo detalhes em formato circular  protege o monumento.

Local: St Marys Chapel, Sudeley Castle Winchcombe Tewkesbury Borough Gloucestershire, England
Fotos: Findagrave
Descrição tumular: Helio Runiales






PERSONAGEM
Catarina Parr (Londres, 1512 – Winchcombe, 5 de setembro de 1548) foi a sexta e última esposa do rei Henrique VIII e Rainha Consorte do Reino da Inglaterra e Reino da Irlanda de 1543 até 1548.
Morreu aos 36 anos de idade.


SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Tinha um bom relacionamento com os três filhos de Henrique VIII e contribuiu de perto para a educação de Isabel e Eduardo – ambos, mais tarde, acabaram tornando-se monarcas da Inglaterra.

Teve, ainda, bastante influência sobre o marido na questão do Terceiro Ato de Sucessão, de 1543, que colocou as princesas Maria e Isabel de volta à linha de sucessão ao trono.

De julho a setembro de 1544, enquanto Henrique estava em uma campanha militar na França, Catarina foi nomeada regente. Em caso de morte do rei, ela permaneceria como regente até que o príncipe Eduardo atingisse a maioridade. Apesar disso, em seu testamento, Henrique não deixou nenhuma função no governo para a rainha.

Por conta de sua simpatia por causas protestantes, Catarina despertou a inimizade de poderosas autoridades católicas, que, em 1546, numa tentativa de colocar o rei contra Catarina, chegaram a elaborar um mandado de prisão contra ela; no entanto, logo o rei e ela se reconciliaram.

Catarina publicou um livro, Prayers or Meditations – tornando-se a primeira rainha inglesa a publicar uma obra usando o verdadeiro nome. Após a morte de Henrique, ela publicou The Lamentations of a Sinner e também assumiu o papel de guardiã de Isabel.

Seis meses depois da morte de Henrique VIII, Catarina casou-se, pela quarta e última vez, com Tomás Seymour, 1º Barão Seymour de Sudeley. O casamento foi breve, uma vez que Catarina morreu em setembro de 1548, provavelmente devido a complicações resultantes do parto.

VIDA
Catarina nasceu em 1512, provavelmente em agosto, embora a data exata seja desconhecida. Ela era a filha mais velha de Sir Thomas Parr, Lorde do Castelo de Kendal em Westmorland (hoje Cumbria), descendente de Rei Eduardo III, e Maud Green, filha e co-herdeira de Sir Thomas Green, Lorde de Greens Norton, Northamptonshire, e da sua mulher Maud Green.

Catarina tinha um irmão mais novo, William, que mais tarde tornou-se o 1º Marques de Northampton, e uma irmã, Anne, que mais tarde tornou-se Condessa de Pembroke.

Sir Thomas Parr era bastante próximo do rei Henrique VIII. Sua esposa, Lady Parr, era amiga e dama de companhia da rainha Catarina de Aragão (primeira esposa do rei Henrique VIII). Presume-se que Catarina tenha sido batizada com esse nome em homenagem à rainha, que também era sua madrinha.

Com apenas 15 anos, casou com Edward, Lord Borough, que morreu poucos anos depois. No princípio da década de 1530, Catarina casou de novo com John Neville, Lord Latimer. Após a morte de Latimer, Catarina tornou-se numa viúva de enorme fortuna e atraiu as atenções de Tomás Seymour, irmão de Jane Seymour, que retribuiu. Catarina e Seymour fizeram planos de matrimônio, mas o rei Henrique VIII apaixonou-se por ela e propôs-lhe casamento. Sem força política para recusar os avanços do rei, Catarina cedeu e tornou-se na sua sexta mulher a 12 de Julho de 1543.

Enquanto rainha, Catarina procurou reconciliar o rei com as suas duas filhas, as princesas Maria e Isabel, então despromovidas como bastardas. A sua relação com Henrique VIII não foi propriamente tranquila, sendo frequentes as discussões entre os dois. No entanto, dado que o foco da discórdia era teologia, Catarina nunca perdeu o favor político e Henrique apreciava a sua cultura e tenacidade intelectual. As suas convicções religiosas, que lhe valeram a censura de Henrique por ser demasiado Protestante, eram uma das características e influenciaram a sua enteada Isabel, de quem era especialmente amiga.

Após a morte de Henrique VIII, Catarina conseguiu casar com o seu antigo apaixonado, Tomás Seymour. O casamento não foi provavelmente o que ela esperava, uma vez que Seymour se mostrava mais interessado no dinheiro dela e na Princesa Isabel, então a viver com o casal. Apesar disso, Catarina ficou grávida pela primeira vez, após quatro casamentos, e morreu de complicações relacionadas com o parto da sua filha Maria Seymour, que não sobreviveu por muito tempo. Foi sepultada na Capela de St. Mary, Castelo de Sudeley, Gloucestershire na Inglaterra.

MORTE
Em consequência do parto.

Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

17 de set de 2016

DOMINGOS MONTAGNER - Arte Tumular - 1116 - Cemitério da Quarta Parada,Zona Leste, São Paulo, Brasil




Túmulo da família  - Foto: Lucas Pasin (Ego)



Túmulo da família ainda sem a placa de identificação
Foto: Lucas Pasin (Ego)



ARTE TUMULAR
Túmulo em dois níveis, a parte central que dá acesso ao túmulo e dois níveis lateais, revestido com cerâmicas. Na cabeceira tumular destaca-se um alto relevo circular da face de Cristo. De cada lado da entrada tumular destacam-se as placas da família. Ainda não foi colocada a sua placa de identificação.
Local: Cemitério da Quarta Parada, Zona Leste, São Paulo, Brasil
Fotos: Lucas Pasin (Ego)
Descrição tumular: Helio Rubiales






PERSONAGEM
Domingos Montagner (São Paulo, 26 de fevereiro de 1962 — Canindé de São Francisco, 15 de setembro de 2016) foi um ator, teatrólogo e empresário brasileiro.
Morreu aos 54 anos de idade.

SINOPSE
Iniciou sua carreira em teatros e circos, através do curso de interpretação de Myriam Muniz.
Em 1997, ele formou o grupo La Mínima, ao lado de Fernando Sampaio, e ganhou o Prêmio Shell de Melhor Ator.
Em 2003, fundou o Circo Zanni, do qual foi diretor artístico.
Começou sua carreira na TV, três anos depois, mas ganhou notoriedade nacional, dentre outros, ao interpretar o Capitão Herculado, na telenovela "Cordel Encantado" (2011) e João Miguel, em "Sete Vidas" (2016).
No cinema, fez participação no longa Gonzaga: De Pai pra Filho (2012), de Breno Silveira.

Em 2016, interpretou o personagem Santo, na telenovela "Velho Chico", transmitido pela Rede Globo, onde, após o término da gravação, foi se banhar no rio São Francisco, e não voltou a superfície.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
A carreira artística do ator começou no circo, na companhia de seu teatro La Mínima, em 1980.

Em 1990, ingressou no teatro como palhaço. Cordel Encantado, da Rede Globo, foi sua primeira novela.

Na televisão fez poucas participações, como o seriado Força Tarefa e A Cura. Também participou do seriado Divã, em que fez Carlos, o amante da protagonista Mercedes, vivida pela atriz Lília Cabral.

Em 2012, viveu o presidente Paulo Ventura na minissérie O Brado Retumbante. No mesmo ano, interpretou em Salve Jorge o guia turístico Zyah, que se apaixona por Bianca, personagem de Cléo Pires.

 Em 2013, viveu o ativista Mundo em Joia Rara.

Em 2014, foi escalado para ser o protagonista de Sete Vidas, no papel de Miguel, um homem que descobre ter sete filhos, após ser doador de esperma.

MORTE
 Morte No dia 15 de setembro de 2016, durante o horário de almoço das gravações da novela Velho Chico, o ator mergulhou no Rio São Francisco após almoçar, todavia acabou por não retornar a terra firme. A atriz Camila Pitanga percebeu o amigo afogando-se e avisou a produção da Rede Globo sobre o acontecimento. O ator ficou desaparecido até a tarde do mesmo dia quando, por fim, teve seu corpo encontrado submerso já sem vida. Equipes de buscas encontraram o corpo do ator, preso à pedras, a trinta metros de profundidade, próximo a Usina Hidrelétrica de Xingó na Região de Canindé de São Francisco.

Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação e pesquisa: Helio Rubiales

16 de set de 2016

CATARINA HOWARD - Arte Tumular - 1115 - Chapel of Saint Peter-ad-Vincula, Tower of London London Borough of Tower Hamlets Greater London, England






c. 1523 – 13 de fevereiro de 1542
Precedida por
Ana de Cleves
Coat of Arms of Catherine Howard.svg
Rainha Consorte da Inglaterra
28 de julho de 1540 – 23 de fevereiro de 1541
Sucedida por
Catarina Parr


Local da execução


ARTE TUMULAR
Placa de mármore com o seu nome e datas no piso da Capela

Local: Chapel of Saint Peter-ad-Vincula, Tower of London London Borough of Tower Hamlets Greater London, England
Plot: Chapel Royal



PERSONAGEM
Catarina Howard (Londres, c. 1523 – Londres, 13 de fevereiro de 1542) foi a quinta esposa do rei Henrique VIII e Rainha Consorte da Inglaterra de 1540 até seu casamento ser anulado no ano seguinte sob acusações de adultério.
Morreu  aos 19 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Catarina era filha de Edmundo Howard e de Joyce Culpepper. Era também sobrinha de Tomás Howard, 3.º Duque de Norfolk e prima de Ana Bolena.

Durante a sua infância, o pai foi o governador de Calais e Catarina cresceu na casa de sua avó, Isabel Tilney, Duquesa de Norfolk, que não lhe deu a atenção necessária, permitindo que ela desenvolvesse algumas relações amorosas.

Em 1539, Catarina tornou-se aia de Ana de Cleves, futura rainha consorte de Henrique VIII. O rei, no entanto, encantou-se por ela e não pela mulher, o que precipitou o divórcio.

A 28 de julho de 1540 celebrou-se o casamento e Catarina tornou-se rainha de Inglaterra. Apesar da paixão que o rei lhe tinha e dos presentes luxuosos com que a cobria, Catarina não encontrou felicidade no casamento e tomou como favorito Thomas Culpepper, um cortesão.

A verdadeira natureza desta relação continua por ser esclarecida, mas o certo é que ambos trocaram correspondência considerada incriminatória. Enquanto rainha, Catarina chamou à corte alguns dos seus antigos amigos, nomeadamente Francisco Dereham, que tinha alegadamente sido seu amante em Norfolk e que se tornou no seu secretário particular.

SUSPEITAS DE TRAIÇÃO
As companhias da rainha e o seu passado começaram a levantar suspeitas em 1541. De início, Henrique VIII recusou-se a acreditar nas evidências, mas quando as cartas de Culpeper e Catarina apareceram mandou colocá-la sob prisão na Abadia de Middlesex. Catarina perdeu o título de rainha e foi repudiada.

Em dezembro, Culpeper e Dereham foram exeutados.

JULGAMENTO
Em janeiro de 1542, Catarina começou a ser julgada por adultério, o que numa rainha era equivalente a traição.
Considerada culpada, Catarina foi executada na Torre de Londres a 13 de fevereiro de 1542, aos 19 anos de idade. Diz-se que passou os últimos dias a ensaiar a sua execução.

Os historiadores da dinastia Tudor continuam a debater se Catarina foi ou não culpada de adultério, ou se foi incriminada pelos inimigos da sua família. Todos concordam que de qualquer forma, Catarina foi uma mulher fútil.

MORTE
Executada por decapitação

Fonte: pt;wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

ANNE DE CLEVES - Arte Tumular - 1114- Westminster Abbey Westminster City of Westminster Greater London, England








ARTE TUMULAR
Placa de mármore com inscrição em letras brancas



Local: Westminster Abbey Westminster City of Westminster Greater London, England
Plot: Entombed behind a wall of chairs
GPS (lat/lon):51.50008, -0.12923
Descrição tumular: Helio Rubiales





PERSONAGEM
Ana (Düsseldorf, 22 de setembro de 1515 – Londres, 16 de julho de 1557) foi a quarta esposa do rei Henrique VIII e Rainha Consorte do Reino da Inglaterra entre janeiro e julho de 1540.
Moreu aos 41 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Era filha de João III, Duque de Cleves e sua esposa Maria de Jülich-Verg.
 Ana nasceu em Düsseldorf, filha de João III, Duque de Cleves, líder de um dos estados germânicos pioneiros na implementação do Movimento Protestante, e de Maria de Jülich-Berg, herdeira do Ducado de Jülich, do condado de Ravensberg, e do estado de Berg.

A posição de Cleves face à Igreja Católica o tornava um potencial aliado para Henrique VIII de Inglaterra, chefe da recentemente criada Igreja Anglicana, em 1533. A união era diplomaticamente valiosa e foi defendida entre outros por Thomas Cromwell, chanceler do reino.

O pintor Hans Holbein, o Jovem foi então contratado para efetuar um retrato de Ana, cujo resultado em muito agradou a Henrique VIII.
Quando Ana chegou à Inglaterra, ficou evidente o talento de Holbein, pois a pintura superava o modelo em atributos físicos. Ana não era uma mulher bonita e tinha a cara coberta de cicatrizes de varíola, prontamente disfarçadas no retrato. Henrique VIII ficou desconsolado com a escolha da noiva desde o primeiro momento, mas apesar disso se casou com Ana em 6 de janeiro de 1540, em Greenwich. Uma das aias designadas para Ana foi Catarina Howard, uma jovem de quinze anos com quem o rei iniciou uma relação amorosa quase de imediato.

O casamento com Ana foi anulado a 9 de julho do mesmo ano, com base na não consumação, e pouco depois Henrique VIII casou-se com Howard.

Ana decidiu ficar na Inglaterra e foi generosamente recompensada pelo incômodo do divórcio. Henrique VIII conferiu-lhe uma pensão, o usufruto do Castelo de Hever e os títulos de Princesa de Inglaterra e Irmã do Rei.

No fim da vida, Ana converteu-se ao Catolicismo e tornou-se confidente das enteadas Maria e Isabel. Ela está enterrada na Abadia de Westminster

MORTE
Provavelmente morreu vítima de câncer.

Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

30 de ago de 2016

GENE WILDER - Arte Tumular - 1113 -Local Indefinido






PERSONAGEM
Jerome Silberman (Milwaukee, 11 de junho de 1933 — Stamford, 28 de agosto de 2016), conhecido pelo nome artístico de Gene Wilder, foi um ator e cineasta norte-americano.
Morreu aos 83 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Gene Wilder ficou conhecido por participar dos filmes do diretor Mel Brooks e atuar em parceria em algumas comédias com o comediante Richard Pryor.

Atuou com Harrison Ford no filme O Rabino e O Pistoleiro.

Casou-se com a atriz Gilda Radner, que morreu de câncer. Em 2005, Gene Wilder lançou uma autobiografia desde sua infância até a morte de sua esposa, chamada Kiss Me Like A Stranger.


Atuou como Willy Wonka na primeira versão de A Fantástica Fábrica de Chocolate em (1971). Em sua carreira, recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, por sua atuação no filme Primavera Para Hitler em 1969 e de Melhor Roteiro Adaptado por O Jovem Frankenstein em 1975.

MORTE
Morreu aos 83 anos em Stamford, Connecticut, devido a complicações do mal de Alzhemier, no dia 28 de agosto de 2016.

Fonte:pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

28 de jun de 2016

BUD SPENCER - Arte Tumular - 1112 - Cimitero Comunale Monumentale Campo Verano, Rome, Provincia di Roma Lazio, Italy












ARTE TUMULAR
No Monte Portonaccio, destaca-se a Capela V, onde encontra-se num altar de mármore, o túmulo do artistra.
Local: Cimitero Comunale Monumentale Campo Verano, Rome, Provincia di Roma Lazio, Italy
Plot: Monte Portonaccio, di fronte al 2° Gradone, Cappella V.
Descrição tumular: Helio Rubiales





PERSONAGEM
Bud Spencer, nome artístico de Carlo Pedersoli (Nápoles, 31 de outubro de 1929 — Roma, 27 de junho de 2016), foi um ator e nadador italiano.
Morreu aos 86 anos de idade.

SINOPSE BILBIOGRÁFICA
Morou no Brasil entre 1947 e 1949, quando foi funcionário do consulado da Itália em Recife . Ainda na juventude foi campeão de natação, tendo competido pela Itália nas Olimpíadas de 1952 e 1956. Bud foi o primeiro italiano a nadar 100 metros, em estilo livre, em menos de um minuto. Pela modalidade, foi prata nos 100 m livres nos Jogos do Mediterrâneo, em 1951. Também foi jogador de Pólo Aquático e jogando pela Lázio, foi campeão italiano em 1954.
Em 1955, foi medalha de ouro nos Jogos do Mediterrâneo (pelo pólo aquático).


CARREIRA DE ATOR
 Iniciou sua carreira de ator em 1949, na comédia Quel fantasma di mio marito e em Hollywood, no filme Quo Vadis, com um papel de guarda do Império Romano. Mas ficou famoso com o parceiro de atuação, Terence Hill, em filmes do gênero western spaghetti, como o primeiro grande êxito Meu nome é Trinity, de 1970, repetido com a sequência de 1971 ...continuavano a chiamarlo Trinità. Outros sucessos foram Altrimenti ci arrabbiamo, Due superpiedi quasi piatti e Io sto con gli ippopotami. No filme Anche gli angeli mangiano fagioli o parceiro de Bud Spencer foi Giuliano Gemma. Também teve êxito sem Terence Hill, como: Lo chiamavano Bulldozer, Piedone lo Sbirro e Banana Joe dentre outros.

O nome Bud Spencer foi uma homenagem a sua cerveja favorita, Budweiser, e ao ator Spencer Tracy. Graduado em Direito e falando seis línguas (inclusive o português, a qual diz frases em alguns filmes tais como em "Charleston" de 1977, quando se faz passar por um milionário brasileiro), também foi autor do registro de diversas patentes.



MORTE
Morreu aos 86 anos de idade, em Roma, em 27 de junho de 2016 de Pneumonia.

Fonte:pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

5 de jun de 2016

MUHAMMAD ALI - Arte Tumular - 1111 - Indeterminado













ARTE TUMULAR


Placa em mármore negro com o seu nome escrito em branco no gramado do cemitério.

Local: Cave Hill Cemetery Louisville Jefferson County Kentucky, USA
Plot: Sec. U 
GPS (lat/lon):  38.24158, -85.71756
Fotos: Eric B e Joe Carroll
Descrição tumular: Helio Rubiales



PERSONAGEM
Muhammad Ali-Haj, nascido Cassius Marcellus Clay Jr. (Louisville, 17 de janeiro de 1942 — Scottsdale, 3 de junho de 2016) , foi um pugilista norte-americano, considerado um dos maiores ​​da história do esporte. Foi eleito "O Desportista do Século" pela revista americana Sports Illustrated em 1999.
Morreu aos 74 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Nascido no estado do Kentucky, começou vencendo os Jogos Olímpicos de 1960 . Conquistou o título de campeão dos pesos pesados ao derrotar Sonny Liston em 1964. Perdeu o título em 1967 e foi proibido de atuar por três anos e meio por ter se recusado a lutar no Vietnã. Recuperou o posto ao ser reabilitado, mas logo perdeu para Joe Frazier. Ganhou de novo o título em 1974 ao vencer George Foreman em luta realizada no Zaire (retratada no documentário "Quando éramos Reis"), perdeu-o em 1978 para Leon Spinks e em seguida retomou-o de Spinks. Retirou-se do boxe quando ainda era campeão.



Foi o único boxeador que até hoje suportou 12 assaltos com o maxilar quebrado (luta com Ken Norton, em 1973). Converteu-se ao Islamismo (mudando de nome para Muhammad Ali-Haj) e lutou contra o racismo.

Muhammad Ali pode ser considerado o primeiro esportista a aliar marketing com política. Exemplo disso foi seu desempenho antes da luta com George Foreman no Zaire. Ali utilizou todo seu conhecimento do pan-africanismo para se colocar como o lutador da África, enquanto Foreman ficou como símbolo da alienação negra americana, episódio este retratado no filme "Quando Éramos Reis", de 1974. Ali entrou para história da década de 60 quando se negou a lutar na Guerra do Vietnã. "Nenhum vietcongue me chamou de crioulo, porque eu lutaria contra ele?".




Nos últimos anos de vida Muhammad Ali teve a doença de Parkinson, diagnosticada no início da década de 1980. Em 2010, Ali foi a Israel para tratar a doença. O trabalho foi feito com células tronco adultas. Os testes até então realizados com ratos tiveram sucesso, mas sua eficácia em seres humanos ainda será testada.

Em 2001, Will Smith interpretou Muhammad Ali no filme Ali.

Por diversas vezes anunciou-se a luta entre Ali, o campeão mundial dos profissionais, contra o cubano Teófilo Stevenson, campeão mundial dos amadores e campeão olímpico, mas devido a problemas técnicos e políticos essa luta jamais ocorreu.

Em 2010, Muhammad junto com a cantora Christina Aguilera fizeram a propaganda em prol das vítimas do terremoto que destruiu o Haiti.

INFÂNCIA E CARREIRA AMADORA
Cassius Marcellus Clay, Jr., nasceu em 17 de janeiro de 1942 em Louisville, Kentucky. O mais velho de dois meninos, ele foi nomeado por seu pai, Cassius Marcellus Clay, Sr., que foi nomeado após o político abolicionista de mesmo nome. Seu pai pintava outdoors, e sua mãe, Odessa O'Grady Clay, foi uma empregada doméstica. No entanto, o Cassius Sr. era um metodista, aceitou que Odessa convertesse Cassius Jr. e seu irmão Rudolph "Rudy" Clay (depois renomeado Rahman Ali) como batistas. Ele era descendente de escravos americanos na América sulista, e é predominantemente descendente de afro-americanos, com ancestrais irlandeses e ingleses.

Clay teve seu primeiro contato com o boxe do chefe de polícia e técnico de boxe Joe E. Martin em Louisville, que o encontrou com 12 anos batendo em um ladrão que estava roubando sua bicicleta. Ele disse ao oficial que ele estava fazendo "whup" no ladrão. O oficial lhe disse para aprender boxe. Nos seus últimos quatro anos de carreira amadora Clay tinha treinado com Chuck Bodak.

Clay ganhou seis títulos Golden Gloves de Kentucky, dois títulos Golden Gloves nacionais, e o título nacional do Amateur Athletic Union, e a medalha de ouro do Meio-Pesado nas Olimpíadas de Verão de 1960 em Roma. O recorde amador de Clay foi 100 vitórias com apenas cinco derrotas.

MORTE
Morreu nos Estados Unidos, aos 74 anos, vítima de uma doença degenerativa.

Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales